América EUA O que fazer em Washington DC Viagens Virgínia Washington

Smithsonian National Air & Space Museum

25 de julho de 2016

Hora de falar sobre a menina dos olhos do National Mall. O museu que divide o primeiro lugar com o famoso Museu de História Natural. Simmmmm vamos falar sobre o Smithsonian National Air & Space Museum, o rock star que recebeu no ano passado cerca de 6.9 milhões de visitantes de acordo com o site oficial do Instituto Smithsonian. Ele figura nas listas de TEM DE VISITAR de todos os sites de turismo que falam sobre Washington D.C. Já perdi as contas de quantas vezes eu visitei este museu. Ele é tão grande que ou você reserva uma dia inteiro para visitar com calma ou você divide sua visita em etapas caso seja possível. Tem tanta coisa para ver e fazer que você pode facilmente gastar mais de 4 horas lá dentro.

Ao chegar ao museu te aconselho a ir direto para o balcão de informações. Lá você pode pegar um mapa do local e se informar que horas acontecem as visitas guiadas gratuitas. Caso você tenha pouco tempo essas visitas guiadas vão te levar pelas principais instalações do museu com informações corretas dadas por docentes voluntários. Lá também é possível verificar os horários dos filmes que estarão em cartaz caso você tenha tempo. Eles tem um cinema IMAX 3D que sempre apresentam filmes relacionados com o ar e o espaço que são os temas do museu. Cada filme tem em média 30 a 45 minutos de duração. Os tours têm 1 hora e meia de duração em média e seguem uma ordem cronológica da história da aviação. Para aqueles que precisam de uma visita vapt vupt essa é a melhor maneira de aproveitar bem o museu. As visitas acontecem geralmente às 10:30 e as 13:00. Só esperar perto do balcão do Welcome Center bem em frente à entrada. Caso você visite DC no verão fique atento ao site para ver se eles oferecem o tour em outros horários.

Eu dividi o museu em várias visitas. A primeira vez que fui fiz o andar de cima, depois voltei para fazer o andar de baixo e já fui várias vezes para ver os filmes. O bacana é que você pode ir la só para ver um filme como um cinema normal.

Por ser um museum sobre a aviação e afins, olhe sempre para cima. Muitos aviões estão pendurados no teto e para ver eles melhor, nada como estar no segundo andar do museu. No segundo andar você poderá ver o Módulo Lunar, o Módulo de Comando da Apollo original, o avião criado em 1903 pelos irmãos Wright (pois é, depois de ir neste museu fui ler mais sobre o Santos Dumont e descobri que nosso herói é uma farsa… triste isso), aviões da Segunda Guerra Mundial, vai poder entrar no nariz de um Boeing 747 e ver a cabine de comando. No segundo andar do museu também está localizado o Planetário e custa U$9 (sim as atrações a parte do museu são pagas… mas acho que vale super a pena uma vez que eles não cobram absolutamente nada para você ver as outras atrações e aprender pra caramba com elas).

No andar da entrada que seria o primeiro andar, estão as exposições que falam sobre o início e os anos de ouro da aviação, tem também uma exposição que fala como os Estados Unidos evoluíram à partir da aviação e nessa parte aqui eu como comissária de bordo que sou (por formação não por atuação) fiquei encantada com a exposição dos uniformes, o processo de seleção das comissárias no início dos anos 50, a evolução do serviço de bordo, a evolução da divisão da primeira classe, bussiness class e classe econômica, a luta do primeiro piloto negro para conseguir trabalhar na época do movimento Civil Rights, foram tantas informações que eu fiquei horas apenas nesta parte do museu. No primeiro andar também tem uma instalação sobre a corrida espacial na década de 60.

No andar da entrada tem também a bilheteria para o cinema IMAX (dica: se assistir mais de um filme o primeiro ticket custa U$9 e o segundo custa U$6). Tem também simuladores de vôo que custam entre U$7 a U$10. O preço varia se você já viu um filme no dia e aí tem direito a desconto ou depende do tipo de simulador que você for. Eu não brinquei em nenhum mas o pessoal lá parecia estava super animado.

Após caminhar feito um camelo dentro deste museu, se tiver fome tem um McDonald’s enorme. Aproveite por que este é o único museu do National Mall que tem uma lanchonete com preços mais ou menos decentes. Todos os outros museus tem cafeterias, mas você paga em média U$16 por uma pizza mais ou menos e um suco de laranja.

Lembrando que o Air and Space Museum tem uma coleção tão vasta, que ela não está abrigada em apenas um único local, o Smithsonian tem outra instalação na cidade de Chantilly no estado vizinho da Virgínia e fica a mais ou menos uma hora de carro saindo de D.C. Este museu está praticamente ao lado do aeroporto internacional Dulles. Já visitei os dois e adianto que o outro e tão sensacional quanto este do National Mall.

Bom espero não ter me alongado muito… o museu é enorme e tem muita coisa para ver. Tentei condensar ao máximo com as informações mais importantes. Saliento que para chegar neste museu a estação de metrô mais próxima é a L’Enfant Plaza. Ela está à um quarteirão apenas e fica muito mais próxima do que se você descer na estação Smithsonian (dica de quem conhece D.C como a palma da mão e já andou muito a pé pra cima e pra baixo debaixo de neve e debaixo de sol escaldante). O museu é grátis e está aberto das 10am às 5:30pm (no verão na alta temporada fica aberto até às 7:30pm).

Se você visitar ou já visitou o Air and Space Museum deixe seu comentário abaixo, vou adorar saber as suas impressões sobre o local.

Até o próximo post  =)

 

Compartilhe

Por Érica Brasilino

3

Pessoas comentaram

Post anterior:


Próximo post:


Comente via Facebook

Deixe seu comentário

3 Comentários

  • […] museu está localizado no National Mall ao lado do Smithsonian Air and Space Museum. O prédio já é um show à parte, pois foi feito como uma alusão às ocas de índios. Ele foi […]

  • Documento de Viagem
    15 nov 2016

    Que legal descobrir este museu! Ficamos com uma super vontade de ir asap..abs e obrigado por compartilhar suas experiências.

    • Érica Brasilino
      15 nov 2016

      Washington foi uma grata surpresa. Moramos lá por 8 meses e a sensação que eu tive e de que não vi tudo o que a cidade tinha para oferecer. E muita coisa acontecendo o tempo inteiro e a grande maioria totalmente gratuita. Mas a melhor época e fora de temporada pois os museus tendem a ficar abarrotados.