Posts arquivados em: Tag: Elopement Wedding

Estilo de Vida Outros

Elopement Wedding

05 de Janeiro de 2018

Quando decidi escrever sobre o nosso elopement wedding, comecei a pesquisar sites em português para saber se isso está na moda no Brasil.  Pelo visto não… tanto que é mais fácil encontrar artigos sobre destination weddings do que elopements. Mas o que seria exatamente um elopement wedding?

Merriam Webster Dictionary

To elope: Fugir para casar em segredo contra a vontade dos pais (passado)

To elope: Casamento íntimo onde apenas os noivos estão presentes (atualidade)

 

Porque cada vez mais os casais no exterior optam por este tipo de casamento?

Por mil e um motivos… cada casal tem o seu… o mais importante num elopement wedding é o amor e o comprometimento do casal. Dito isso, não significa que o seu dia não possa ser digno de um conto de fadas, ou o casamentos dos seus sonhos, muito pelo contrário… você pode se vestir como uma princesa se quiser… porém somente você, sua melhor metade, o juiz de paz e muito provavelmente um fotógrafo verão este grande dia. Tem momentos na vida que é tudo muito complicado e você só precisa ser prático… o Elopement Wedding pode ser a solução para vários dos seus problemas.

Nós já estávamos noivos desde 2014 e morando juntos desde o final de 2015. Nós dois já éramos divorciados então já sabíamos exatamente como funciona um casamento que não deu certo… e claro… nós dois não queremos passar por nada daquilo novamente. Hoje após quase 5 anos juntos e vivendo os últimos dois anos praticamente como marido e mulher, o casamento seria obviamente algo muito natural. Mesmo assim, ao ligarmos para informar as pessoas mais próximas que havíamos casado… foi no mínimo engraçado… minha mãe era a única que sabia que íamos casar no dia tal na hora tal. Ao ligarmos para a mãe dele, ela aceitou de uma maneira linda e disse que já éramos casados para ela. As irmãs dele, cada uma reagiu de uma maneira, e minhas melhores amigas… tenho histórias engraçadas para contar sobre a reação de cada uma delas (num próximo post quem sabe?).

No nosso caso, se fôssemos organizar um casamento tradicional… mesmo que fosse um casamento pequeno, quando começamos a tentar entender a logística que envolveria um casamento entre duas pessoas de dois países distintos… seria tudo muito complicado (sem contar estressante e caro). Se casássemos no Brasil, a família e os amigos dele daqui teriam que se deslocar para São Paulo, se casássemos aqui… minha família muito provavelmente não conseguiria vir completa e eu honestamente não gostaria de casar apenas com um lado da família envolvido. Na minha cabeça não é justo que apenas um dos lados possa compartilhar este momento conosco e não a minha avó ou o meu afilhado por exemplo. Como tudo estava ficando muito complicado e pra nós este dia tinha de ser prático e prazeroso… simplesmente optamos por elope.

Ao pesquisar sobre o tema, fiquei chocada em como isso é sério aqui nos EUA. No Pinterest há milhões de ideias para se copiar, desde a decoração do local onde você irá elope até as cores que você pode usar. Afinal não é porque serão apenas vocês dois que você não pode se sentir plena e feliz no seu grande dia. Como nós optamos por casar na estação de trem Union Station, escolhi um vestido lindinho da Antix Store (que eu secretamente já tinha comprado pensando no casamento no cartório). A oficiante do casamento foi contratada através da agencia DC Elopements, considerada uma das melhores dos EUA, eleita vários anos seguidos pelo The Knot (maior site de casamentos daqui) como uma das mais confiáveis. Ela foi de uma doçura e gentileza absurda conosco. Ao chegarmos na estação, ela já nos esperava no local combinado, fizemos os nossos votos e ela nos declarou marido e mulher. Quando as pessoas perceberam que era um casamento, já tinha acontecido (hahahaha).

A escolha do local no elopement wedding é um dos fatores chaves para este tipo de cerimônia. Por não ser um casamento tradicional, você pode casar onde quiser e onde a lei no país que você estiver permitir. Como estamos sempre com a casa nas costas indo de um país para outro por conta do emprego dele, a estação de trem simbolicamente representa nossa vida itinerante.

Quando pesquisei a respeito, a maioria das americanas diziam que estavam cansadas de fazerem a lista de convidados, ou experimentar bolos diferentes, ou escolher as cores da cerimônia. Eu lembro que mesmo com um pequeno casamento, a primeira vez que casei foi um perrengue danado. Realmente não ter que passar por tudo aquilo de novo, fez valer a pena o casamento a dois.

Ao finalizarmos a cerimônia, optamos por sentar na nossa pizzaria favorita e nos deliciamos com uma pizza maravilhosa de pepperoni. Afinal de contas… pizza sempre é sinônimo de uma refeição feliz. Por ser um casamento íntimo, você pode se dar ao luxo de ir almoçar ou jantar no Figueira Rubaiyat por exemplo se for o seu desejo.

Acredito que no final do dia o que conta, é você estar em paz com você e com a sua melhor metade, sem dívidas, sem conflitos, sem encheção de saco por conta da prima que foi convidada e a irmã dela não, e saber que fez a escolha certa. Mesmo que as famílias reclamem, os amigos não entendam… no final, quem realmente amar o casal, vai entender e depois vai encher vocês de carinho e afeto. Mas por favor, se não curtir a ideia… continuem fazendo festas maravilhosas de casamento, afinal bem casados são sempre muito bem vindos S2.

Compartilhe

Por Érica Brasilino

0

Pessoas comentaram