EUA O que fazer em Washington DC Washington

Arlington National Cemetery

24 de fevereiro de 2017

 

Nenhuma visita a DC e completa sem uma parada obrigatória no Cemitério Nacional de Arlington, o cemitério militar mais famoso dos EUA. Aberto na época da Guerra Civil americana, ele e conhecido por ser o lar eterno de mais de 400 mil veteranos (e contando). Entre as personalidades que lá foram enterradas com honras militares estão o ex presidente e ex primeira dama John Kennedy e Jacqueline Kennedy Onassis, o ex senador Robert Kennedy e há uma tumba simbólica para os integrantes da espaçonave Challenger que explodiu em janeiro de 1986 ao vivo perante os olhos incrédulos de milhares de pessoas ao redor do mundo que acompanhavam pela TV a missão. Se quiser mais informações sobre esse fato clique aqui (em inglês).

img_1696

Credito: Erica Brasilino

Você pode pensar que visitar um cemitério e algo macabro ou tenebroso. Tem sim seu lado melancólico, mas o tour e tão rico em informações que vale a pena. O cemitério foi palco da primeira comemoração do feriado americano do Memorial Day em maio de 1868 dando inicio a tradição de relembrar aqueles que morreram em combate (tão patriótico). O cemitério e famoso por ser o único que tem representantes de todas as guerras que os EUA já participaram. Ha também os restos mortais de 3 inimigos americanos (dois italianos e um alemão) que faleceram na região metropolitana de Washington durante seu cativeiro. Como a convenção de Genebra impõe a obrigatoriedade de serviço funeral para presos de guerra, Arlington por ser o cemitério mais próximo de onde eles vieram a óbito acabou sendo o local onde o enterro foi realizado. Ha também pelo menos 4000 escravos livres enterrados na sessão 27 do cemitério com a nomenclatura “citizen”. Todos eles moravam ao redor do terreno que hoje e o cemitério, uma vez que essa região era conhecida por ser uma terra onde todos podiam ser livres. Durante o período de transição no final da era escravocrata, os escravos que conseguiam sua liberdade construíram sua vida nessa região.

img_1705

Credito: Erica Brasilino

O cemitério pode ser visitado a pé (não aconselho) ou com o tour (pago). O tour a pé você andara (muito) entre milhares de tumbas sem saber quem foram algumas daquelas pessoas. Já com o tour, o guia (em inglês) mostra exatamente por qual sessão do cemitério você esta passando, quem esta enterrado ali e também conta historias bem interessantes sobre algumas das personalidades famosas na historia americana. Evite visitar durante o feriado de Memorial Day ou Veterans Day, e absolutamente lotado.

img_1707

Credito: Erica Brasilino

Dentro do cemitério há um anfiteatro em estilo grego romano onde todos os anos e celebrado o feriado do Memorial Day. Ha também a famosa troca da guarda na tumba do soldado desconhecido onde um representante sem identificação das três maiores guerras (Vietnã, I Guerra e II Guerra Mundial) estão enterrados. A solenidade e bem tocante. E ao lado da tumba do senhor John Kennedy Jr. ha a famosa chama eterna que (diz a lenda) nunca se apaga.

Você pode acessar o cemitério atravessando a ponte atrás do Lincoln Memorial se estiver vindo pelo National Mall e tiver muito no pique de continuar perdendo calorias, a vista e deslumbrante. Se preferir pegue um taxi ou um Uber por U$4 (preço de agosto/2016). A entrada do cemitério custa U$13.50 para adultos, metade para crianças, e U$10 para idosos. Militares e veteranos que comparecerem uniformizados a entrada e grátis ou U$6,75 para adultos e metade do valor para crianças de militares. O cemitério e o único local em DC que esta aberto 365 dias no ano. A troca da guarda acontece a cada hora cheia (1:00, 2:00, etc.) de outubro a marco e a cada meia hora (1:30, 2:00) de abril a setembro. Durante outubro a marco o cemiterio esta aberto das 8am as 5pm e de abril a setembro das 8am as 7pm.

Nota: No Memorial Day, marines colocam uma bandeira dos EUA em CADA UMA das mais de 400 000 tumbas. Impressive.

E voce ja visitou ou planeja visitar o Arlington National Cemetery? Compartilha comigo a sua experiencia.

Ate o proximo post  =0)

 

Compartilhe

Por Érica Brasilino

0

Pessoas comentaram

Post anterior:


Próximo post:


Comente via Facebook

Deixe seu comentário