Posts arquivados em: Mês: outubro 2016

América EUA O que fazer em Washington DC Viagens Washington

The Capitol Building – Capitólio

31 de outubro de 2016

Impossível um filme que fale sobre o poder americano não mostrar o impetuoso prédio localizado no topo do Capitol Hill. Construído em 1800, destruído parcialmente pelos britânicos na Guerra de 1814 e reconstruído anos mais tarde, o Capitólio é o centro do poder onde leis são criadas, vetadas, modificadas, discutidas e afins.

Durante nossa estadia de 8 meses nos EUA visitei o Capitólio inúmeras vezes. O domo principal estava em reforma e deve ficar pronto para a posse do novo presidente em Janeiro de 2017 (as eleições americanas estão animadíssimas e os eleitores já começaram a votar). Eles oferecem visitas guiadas e para quem como eu curte política e relações internacionais é um prato cheio. Para visitar você pode tanto agendar com antecedência neste site aqui como pode ir diretamente ao balcão de informações e tentar pro mesmo dia.

Se você tiver datas certas para a sua visita a DC eu aconselho agendar o tour. Principalmente se sua visita for durante os picos de alta temporada na cidade entre a primavera e o verão. Pode acontecer de você chegar lá e não ter disponibilidade para o seu grupo no mesmo dia. Se estiver sozinho ou em dupla as chances de alguém não ir para o tour e você conseguir pegar a vaga remanescente são altas. O tour é tão legal que caso seu inglês esteja afiado vale muito a pena ver o centro do poder americano e entender o sistema deles.

O tour começa com um vídeo de aproximadamente 15 minutos chamado “Out of many, One”. O filme conta as dificuldades enfrentadas pelos americanos em estabelecer o primeiro país a viver sob o sistema como conhecemos hoje de democracia e também apresenta o prédio do Capitólio desde sua construção até os dias de hoje. Depois do vídeo, o grupo é separado em grupos menores e todos são levados a conhecer o interior do prédio, suas histórias, os políticos famosos que já passaram por lá e a visita finaliza no domo principal. Lá um dos itens da coleção de arte que mais me encantou foi o quadro de Pocahontas sendo batizada para poder casar com John Rolfe (sim sou uma romântica incurável…).

Há também uma coleção de estátuas das pessoas importantes na história dos Estados Unidos, doadas pelos estados de onde cada pessoa nasceu. Entre as estátuas presentes a que eu mais gosto é a da Rosa Parks, costureira negra extremamente importante na causa do movimento negro Civil Rights da década de 60 juntamente com Martin Luther King Jr. Caso não conheça a historia dessa mulher de fibra fantástica recomendo a leitura deste artigo aqui.

Ao final do tour os guias explicam que você pode andar pelo salão de entrada do Capitólio e ver as outras estátuas, caso tenha alguma audiência pública acontecendo no Capitólio você também pode participar, é só comparecer ao balcão de informações princiapal e se informar sobre como participar. Eu nunca vi nenhuma das sessões, mas deve ser interessante. Disponível para o público há também uma cafeteria caso você queira fazer uma refeição rápida. É possível também acessar o prédio da Library of Congress por dentro do Capitólio. Há um túnel que liga os dois prédios que estão localizados um de frente pro outro. É uma ótima maneira de evitar o frio extremo caso você visite a cidade no inverno.

Lembrando que o Visitor Center do Capitólio é aberto ao público de Segunda a Sábado das 8:30 as 16:30 exceto nos feriados do Thanksgiving, Natal, Ano Novo e posse do novo presidente. O acesso ao prédio é gratuito mas passes são necessários para visitar o dome e realizar o tour principal. Por se tratar de um prédio do governo todos os visitantes passarão por uma revista minuciosa na entrada, chegue com antecedência por conta da fila do detector de metais.

O Capitólio pode ser visto de praticamente todo o National Mall mas é melhor acessado pela estação Capitol South (linhas Azul, Prata e Laranja). Subindo as escadas rolantes siga morro acima pela saída do lado esquerdo.

 

Caso você visite o Capitólio ou tenha perguntas á respeito, deixe seus comentários no quadro abaixo,

Até o próximo post  =0)

 

Compartilhe

Por Érica Brasilino

5

Pessoas comentaram

América EUA O que fazer em Washington DC Viagens Washington

Um dia em Georgetown

28 de outubro de 2016

Georgetown é uma daquelas jóias que toda cidade grande têm, uma espécie de Jardins (bairro nobre de São Paulo) onde a história do país, casas luxuosas, lojas internacionais, culinária internacional e turistas estão por todos os lados.

Como já comentei em outro post a região é meio chata de acessar. Se você estiver de carro, estacionar nas redondezas é absurdamente caro. Caso esteja utilizando o transporte público, desça na estação Rosslyn em Virgínia e atravesse a ponte Francis Scott Key que conecta o estado da Virgínia a Washington. Falando parece longe, mas vai levar apenas uns 15 minutinhos. A vista é tão bonita que talvez leve mais tempo pois com certeza você vai querer parar para tirar fotos ❤.

Mas o que fazer em Georgetown?

The Exorcist Stairs

Locação do famoso filme O Exorcista de 1973 (aquele que a menina endiabrada vira a cabeça em 360 graus e vomita na cara do padre, um clássico), o local é visitado por muitos turistas que praticamente deitam no chão e tiram fotos simulando uma das cenas mais chocantes do filme, a morte de um dos personagens nessa escadaria. Há relatos de pessoas reais que realmente perderam suas vidas por lá por ser extremamente íngreme. Espiritualizada que sou, senti uma péssima vibe ao visitar este local, rezei até um pai nosso quando saímos de lá.

Georgetown Cupcakes

Loja de cupcakes mais famosa de Washington, a Georgetown Cupcakes tem filas enormes todos os dias por conta do enorme sucesso do programa de TV no canal TLC. A loja tem câmeras por todos os lados e você pode acessar para ver as confeiteiras em ação. Vá cedo pois é quando as filas são menores. O único porém é ficar andando com a sacola para todos os lados caso você decida não comer na loja. O estabelecimento é pequeno, então talvez você não encontre uma mesa disponível para sentar e tomar um café apreciando as delícias de lá. Já peguei filas em dia de neve, garoa e calor escaldante e garanto que não tem nada que faça as pessoas desistirem de provar os cupcakes de lá. Se for, aproveite para perguntar o sabor do dia. O cardápio deles é extenso e há sabores especiais por época do ano como abóbora no Halloween por exemplo.

The Old Stone House

Prédio mais antigo preservado em Washington DC, The Old Stone House data de 1765 quando a Colônia de Maryland ainda pertencia aos britânicos. George Washington costumava visitar o local com o arquiteto L’Enfant quando ambos estavam arquitetando a construção da capital do novo país. o prédio e seus jardins se tornaram um parque administrado pelo National Park Service. Aberto à visitação todos os dias das 11:00 às 6:00pm, exceto no Thanksgiving, Natal e Ano Novo.

Compras, compras e mais compras!

O corredor da M St. lembra muito a Rua Oscar Freire nos Jardins por ter uma seleção de lojas bem bacana. Impossível sair de lá sem uma sacola sequer. Entre as minhas lojas favoritas estão a Sephora, Lush, Apple Store, Nike, H&M e Michael Kors. Esconda os cartões de crédito.

Restaurantes

E após passar um dia aprazível pela M St. é hora de almoçar/jantar/tomar um café da tarde. As opções são inúmeras. Os meus favoritos por lá são:

Bodega – Culinária Espanhola

Ja fui lá sozinha, acompanhada, no inverno, no verão e nunca me decepcionou. Bar de tapas tipicamente espanhol, não vá pensando em grandes refeições. Tapas são porções pequenas de aperitivos para apreciar com alguma bebida. Dito isso, nossos favoritos do cardápio são as Croquetas de Pollo, Tortilla Española e a Tabla de Quesos españoles. Bravo!!!!!!

Johnny Rockets

Famosa hamburgueria decorada com o estilo dos anos 50, para aquele dia que você quer enfiar o pé na jaca e comer feito os americanos. Meus favoritos no cardápio são o milk shake de Vanilla com um Smoke House Single (um hambúrguer sensacional com bacon, onion rings, cheddar e o molho especial deles). Para acompanhar batata frita claro.

Ben & Jerry

Ao lado da Johnny Rockets caso tenha sobrado algum espaço no seu estômago eu indico um sorvetinho. Na minha humilde opinião NADA substitui o Baccio di Latte na vida, mas como eles ainda não estão no exterior a gente se vira como pode. Então meu sorvete favorito em D.C é o Ben & Jerry. Sou tarada no Chunky Monkey (banana), Peanut Butter Fudge e o Cherry Garcia (muitas 🍒).

Starbucks

E após tudo isso caso bata um soninho, hora do café na Starbucks, dispensa apresentações.

Lembrando que a partir de janeiro o futuro ex presidente Obama se mudará para este bairro lindo com sua família após o término do seu mandato. Quem sabe você não cruza com os Obamas tomando um sorvetinho por ali.

Caso você conheça Georgetown ou tenha perguntas sobre o local me deixa o seu comentário na caixa abaixo.

Até o próximo post,

P.S: Estou feliz de ter tempo de blogar novamente.

=D

Compartilhe

Por Érica Brasilino

0

Pessoas comentaram

Estilo de Vida Outros

Voltei!

26 de outubro de 2016

Tou de volta ao mundo blogueiro 🙂

Para quem não sabe passamos alguns meses nos Estados Unidos por conta do trabalho do meu marido. Enquanto estávamos por lá comecei o blog para passar o tempo e escrever sobre a cidade mais fantástica que já morei até agora: Washington D.C (desculpe São Paulo, mas eu ainda te amo). A ideia era compartilhar sobre tudo de incrível, fantástico, maravilhoso, estupendo que vi/fiz por lá. O blog teve uma audiência bacana e vários colegas que viajaram/viajarão para lá utilizaram/estão utilizando este humilde espaço como referência para organizar as viagens deles. O que é um baita incentivo já que tem gente bacana gastando umas horinhas da vida deles lendo meus pensamentos e colocações por aqui.

Como eu tinha tempo de sobra em D.C deixei vários posts agendados e mesmo na loucura que tomou conta da minha vida da metade de agosto pra cá alguns posts continuaram a ser publicados até o final de setembro. Só que a fonte secou e eu fiquei sem tempo, sem internet e com uma mala nas costas indo de um lado paro o outro sem tempo para blogar.

Estávamos em transição entre EUA-Brasil-Togo e desde 11 de agosto minha vida se resumiu a malas e caixas. Saímos de Washington D.C nos EUA rumo a Miami de férias por alguns dias, deixei o marido com a família dele na Flórida e desci pro Brasil por um mês onde revi meus familiares, amigos, ex alunos, ex colegas de trabalho, beijei, abracei, amassei todo mundo, curti as Olimpíadas em casa e finalmente embarquei para a nossa nova aventura no Togo. Cheguei aqui e tive de me adaptar a minha nova rotina, ao nosso novo lar, clima, comida, ambiente, fuso horário, idioma, cultura… e nessa bagunça toda meu bloguinho ficou abandonado.

Mas finalmente voltou a hora de escrever, coisa que descobri que amo! Como muitos amigos meus comentaram que curtem meus posts vou continuar na frequência de terças e sextas. Ainda tenho vários lugares para escrever localizados em Washington D.C mas já tenho um projeto de escrever minhas impressões, fotos e dicas sobre os outros lugares que já visitamos no Brasil, Argentina, Costa Rica, México, EUA, Espanha e agora em terras africanas a começar pelo Togo.

Vocês vão continuar me acompanhando?

Um beijo e até o próximo post   =o)

Compartilhe

Por Érica Brasilino

2

Pessoas comentaram