Posts arquivados em: Mês: setembro 2016

Documentação de Viagem Outros

O que é um visto?

27 de setembro de 2016

Visto é uma autorização de entrada/saída para um determinado país. Cada país tem suas leis de visita e imigração, portanto cada lugar neste mundão que você decidir visitar, seja a trabalho, turismo, negócios, estudos, tratamento médico, etc, você deve primeiramente verificar qual a documentação necessária para se aventurar em terras longínquas e estrangeiras antes mesmo de fechar o pacote com a agência de viagens. Os Estados Unidos como todos sabem requerem visto de entrada para turistas já a Arábia Saudita requer visto de saída do país para qualquer estrangeiro. Besteira? Desnecessário? Não! Apenas siga as leis de cada lugar e abrace a diversidade neste planeta chamado Terra.

Entrar num país sem visto ou usar um visto de turismo para arrumar emprego é ilegal. A pessoa que assim o fizer está sujeita a ser presa e deportada e muitas vezes proibida de retornar a aquele país para sempre. Então evite dores de cabeça internacionalmente e cumpra á risca as regras do visto que você tiver para qualquer lugar que você viajar.

Existem vistos de inúmeras categorias, porém as mais comuns são: diplomático, turismo, negócios, trânsito, tripulante, investidor, estudante, trabalho, atleta e religioso. Para cada tipo de viagem, cada país tem autonomia para determinar qual o tipo de visto é necessário para cada solicitante. E para cada tipo de visto, há documentações diferentes a serem apresentadas no Consulado e/ou Embaixada. Verifique com antecedência quais documentos irá precisar.

Não é necessário o uso de despachante para a grande maioria dos vistos. Tenho vistos dos EUA, Canadá e Togo e não utilizei em nenhum destes processos o uso de terceiros. Preenchi os formulários sozinha e fiz as entrevistas por conta própria. Todas as informações estão disponíveis aí na internet para todo mundo e não é nenhum bicho de sete cabeças. Agora se você tem dinheiro sobrando e não tem paciência de procurar informações ai são outros quinhentos.

Um grande mito sobre este mundo dos vistos é a recusa. Quais motivos levam um cônsul a negar um visto? Na grande maioria das vezes a falta de atenção dos solicitantes na hora de preencher o documento, a falta de verdade nas respostas (considerada fraude consular), falta de provas sobre os laços do solicitante com o país dele de origem, ausência de fundos financeiros para o custeio da viagem, falta de motivo aparente para a viagem são alguns dos motivos mais comuns para a recusa.

A pessoa que tem o visto negado não esta proibida de tentar o visto novamente, mas o consulado pode solicitar um tempo mínimo de seis meses a um ano para que o solicitante faça a entrevista de novo. Fique atento a esta informação caso seu visto seja negado.

Este post é apenas um resumo do que é um visto, quais tipos de vistos existem e motivos de recusa. Outros motivos para recusa podem surgir, cada caso é um caso.  Pense e planeje com atenção sua viagem internacional e analise bem qual o tipo de visto você precisará. Taxas de visto não são reembolsáveis caso você solicite um visto de turismo e decide que precisa mesmo é de um de estudante. Fique atento!

Caso tenha dúvidas ou comentários deixe seu relato na caixa abaixo,

Até o próximo post  =D

 

 

 

 

 

Compartilhe

Por Érica Brasilino

2

Pessoas comentaram

América EUA O que fazer em Washington DC Viagens Washington

Georgetown Waterfront Park

23 de setembro de 2016

Se você estiver andando pelo bairro de Georgetown, aconselho a descer a ladeira e ir até o Waterfront Park. A área seria um parque/praça/área de lazer bem em frente ao Potomac River, onde barcos, iates e lanchas ancoram nas docas e é de onde também é possível embarcar no ferry para Old Town na cidade vizinha de Alexandria. Há restaurantes badalados que nos dias de verão competem entre si para o título de lugar mais badalado da marina.

Você pode assistir os alunos da Georgetown University praticando canoagem, olhar as pessoas se divertirem nos seus barcos e iates particulares, alimentar pássaros que estão sempre na margem do rio esperando por comida, levar seu filho pequeno para se refrescar na fonte de água dançante, há uma infinidade de opções de lazer.

A fonte de água e sem dúvida a atração principal para os papais e mamães em dias de calor. As crianças ficam ensandecidas pulando embaixo da água de um lado para o outro. Consequentemente os pais também acabam se molhando quando precisam tirar os pequenos que não querem mais ir embora. Famílias costumam ir até lá e sentar na grama para um piquenique enquanto as crianças se divertem na fonte. Muito diferente da ideia de tomar sol no Brasil, vi vários adultos bem confortáveis também tentando pegar um bronzeado por lá. Não de biquínis, mas com shorts bem curtinhos e a parte de cima do biquíni ou um top de academia maiorzinho.

Logo ao lado da fonte tem degraus onde você pode sentar para apreciar a vista. Está sempre cheio de gente e as pessoas gostam muito de tomar sorvete por ali ou alimentar patos e aves. A vista do Kennedy Center à esquerda e do complexo de prédios Watergate é lindíssima.

Agora durante o verão americano, aconteceu um festival de cinema grátis ao ar livre no final da tarde por volta das 7pm aos sábados e domingos. Lembro que um dos filmes que eles estavam passando era o desenho Inside Out (Divertidamente). A única coisa que você tinha que fazer era levar seu corpinho até o parque com uma cadeira ou toalha e confortavelmente assistir deitado na grama. Repelente é um item obrigatório nessa área devido a enorme área verde ali presente e ao calor insano de D.C.

Outra pedida bacana é almoçar ou jantar em algum dos restaurantes que estão localizados na região. Tem um italiano chamado Fiola Mare, tem três restaurantes estilo americano: Nick’s Riverside Grill, Farmers Fishers Bakers e Sequoia DC e tem dois restaurantes de frutos do mar o Toni and Joe’s Seafood Place e o Orange Anchor. Nao comemos em nenhum deles mas você pode facilmente encontrar opiniões a respeito no Foursquare, Tripadvisor ou Yelp.

Se você tiver pouco tempo na cidade vale a pena ir lá? Somente pra jantar a noite se você já estiver pela região. Como morávamos lá tivemos tempo de conhecer com calma. Não é um must see como ir aos Jardins em São Paulo por exemplo. Porém fica a dica.

Se você conhece a Marina de Georgetown ou se pretende visitar deixa um comentário na caixa de comentários,

Até o próximo post  =D

 

 

Compartilhe

Por Érica Brasilino

0

Pessoas comentaram

América EUA O que fazer em Washington DC Viagens Washington

C&O Canal Towpath

20 de setembro de 2016

O Chesapeake and Ohio Canal era uma rota marítima de aproximadamente 297 quilômetros que interligava a cidade de Washington D.C até Cumberland no estado vizinho de Maryland pelo Rio Potomac. O canal era a rota principal de cargas de carvão entre as duas cidades e foi construído entre 1828 e 1850. Ela foi utilizado até meados de 1924. Em 1954 o juiz da Suprema Corte William O. Douglas organizou uma caminhada de 8 dias pela trilha do canal, para provar que ela poderia ser utilizada como um parque para atividades ao ar livre ao invés de se tornar uma nova rodovia como estava nos planos do governo. Seus esforços não foram em vão e em 1971 o canal passou a ser parte do National Historic Park.

Durante o tempo em que moramos em Washington sempre pensei em fazer a trilha do C&O Canal. Mas ouvia dos locais que eu tinha que estar com o físico preparado para isso, pois ela é extremamente longa e cansativa. Como nossas bicicletas não estavam disponíveis e as de aluguel do D.C Bike Share não eram confortáveis para longas distâncias, sempre adiávamos a ideia e acabou que partimos de D.C para o Togo e nunca fizemos a trilha. Porém passeamos por ela perto da M Str no bairro fino, elegante e chique de Georgetown. E o pouco que vimos dessa trilha imensa já nos deixou encantados.

Se você decidir passear pela M St ou pela Georgetown Waterfront Park há varias entradinhas para o Canal. Essa da foto acima encontramos por acaso enquanto procurávamos um local para estacionar. Ja aviso que estacionar nessa região é um exercício de paciência. Se puder vá de taxi, Uber ou transporte público. Neste ponto haviam fotógrafos profissionais tirando fotos bucólicas lindíssimas e claro que me aproveitei de um deles para tirar umas fotos. Apesar de não ter levado minha DSRL Canon neste dia, um profissional sempre será um ótimo fotógrafo com qualquer câmera.

Não caminhamos muito pelo Canal uma vez que tínhamos acabado de sair de uma peça de teatro e não estávamos vestidos apropriadamente para praticar exercícios. Mas o canal continua na minha lista de must do’s de quando retornarmos a D.C.

Este blog aqui tem informações valiosas caso você planeje fazer a trilha caminhando, correndo ou de bicicleta. Boa leitura e boa sorte.

Caso você visite ou já tenha visitado o C&O Canal deixe seus comentários abaixo.

Ate o próximo post  =D

 

 

Compartilhe

Por Érica Brasilino

0

Pessoas comentaram

América EUA O que fazer em Washington DC Viagens Washington

Tour do Departamento de Estado – State Department Tour

16 de setembro de 2016

E após trabalhar por quase 9 anos para o Departamento de Estado Americano em São Paulo como uma funcionária local, eu tive a chance de visitar a sede do poder diplomático em Washington. Nunca tive a chance de visitar como funcionária, porém visitei como turista.

Na verdade eu nem sabia que era possível visitar o Departamento de Estado. E fiquei surpresa ao descobrir no guia da Lonely Planet sobre o tour. Você pode agendar o tour neste link aqui. As visitas são oferecidas diariamente, de segunda a sexta feira as 9:30, 10:30 ou 14:45.

Mas o que esperar do tour?

Este é um tour de obras de arte. Dito isso tenha em mente que crianças menores de 12 anos são desencorajadas de participarem do tour no próprio site do Departamento de Estado. Elas podem ficar bem entediadas (verdade seja dita, vi alguns adultos bocejando).

Voce verá o Diplomatic Reception Rooms e muita mobília antiga. Arquitetos, projetistas e amantes de antiguidades terão prazer em dobro se fizerem este tour. Basicamente eles mostram peças originais que foram usadas por Benjamin Franklin, Thomas Jefferson e vários secretários de estado ao longo dos anos.

Também visitará a Reception Room onde ocorrem vários jantares importantes, assinaturas de tratados, recepções de dignatários, formatura de diplomatas, etc. Para quem como eu trabalhou para eles por vários anos e entende sobre o governo, é um tour bem interessante. É algo que vale a pena desmarcar qualquer outra coisa para fazer? Não.

O prédio é super seguro, então você passará por uma inspeção de segurança mais rígida do que as dos museus. Eu já estou habituada, então pra mim não foi problema algum. E também, dois guardas acompanham o grupo o tempo todo. Ao final do tour eles levam os turistas pelo hall onde há bandeiras de todos os países do mundo que tem relações diplomáticas com os EUA. Vi a bandeira de Cuba, o último país a reatar relações com os americanos hasteada lá, mas claro que a que me deixou mais feliz foi a Brasil.

O State Department está localizado na 23rd St, e pode ser acessado pela estação Foggy Bottom do metrô.

Se você planeja visitar ou já fez o tour, deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Ate o próximo post  =D

 

Compartilhe

Por Érica Brasilino

0

Pessoas comentaram

América EUA O que fazer em Washington DC Viagens Washington

Kennedy Center for the Perfoming Arts

13 de setembro de 2016

O Kennedy Center é o coração cultural de Washington. Aberto em setembro de 71 para homenagear o presidente John Kennedy o centro oferece cerca de 2 mil apresentações por ano (várias delas grátis). Entre as apresentações você pode ver peças de teatro, companhias de dança, concertos de jazz, ópera e milhares de outras apresentações.

Localizado à margem do Rio Potomac o centro tem uma vista privilegiada de D.C e do estado vizinho da Virgínia.

O centro pode ser visto de várias partes de DC mas uma das minhas vistas favoritas é essa acima, de quando fizemos um tour de barco pelo Rio Potomac (falarei sobre este tour num outro post).

No site do centro você pode verificar a programação e se organizar caso tenha algo interessante durante sua visita a D.C. Durante estes meses por aqui, vimos uma apresentação de Ballet russo chamada Juliet and Romeo. Confesso que não curti muito não… mas o bacana de ir neste tipo de evento é o acontecimento em si e muitas vezes não a apresentação. Eu nunca tinha ido numa apresentação de ballet. Me senti finalmente adulta pois só tinham pessoas mais velhas do que eu na audiência. No momento está em cartaz o Fantasma da Ópera, mas infelizmente não teremos tempo de assistir. A programação completa você pode acessar clicando aqui.

O centro oferece todos os dias às 6 da tarde um evento gratuito. Porém é aconselhável ir cedo durante o dia para pegar tickets para o evento pois eles se esgotam rapidamente. Como cada dia é um espetáculo diferente, fique de olho na agenda cultural deles ou ná página deles do Facebook.

Caso você não esteja interessado em nenhum destes eventos, vá para tirar fotos. O centro é lindíssimo e a vista do terraço é simplesmente uma das mais lindas de D.C.

A foto abaixo foi tirada do terraço, podemos ver o Rio Potomac,  a marina e o bairro de Georgetown do lado direito (um dos bairros mais caros de D.C e futura vizinhança do presidente Obama) e a Theodore Roosevelt Island no lado esquerdo.

E na foto abaixo outra vista do terraço do Kennedy Center: Lincoln e Washington Monuments no horizonte.

O centro oferece tours gratuitos diariamente, onde eles falam sobre a vida e a importância do presidente John F. Kennedy Jr. para os EUA, como foi fundado o centro e outras curiosidades sobre um dos presidentes mais importantes da história americana. Os tours não precisam ser agendados, é só comparecer ao balcão de informações. Eles acontecem todos os dias de dez em dez minutos.

O Kennedy Center está aberto todos os dias das 10am as 5pm e a entrada e gratuita. Há vários shows grátis e pagos. Os preços variam de acordo com o tipo de show podendo chegar ate a U$300 por pessoa. Para visitar o terraço não precisa pagar nem agendar tour. A melhor forma para acessar o centro é pela estação de metrô Foggy Bottom. Há um ônibus do próprio centro que faz o traslado de 15 em 15 minutos, da estação para a entrada principal do centro. Apesar de ser super perto ele é meio chatinho de chegar, pois esta entre duas grandes rodovias.

Se visitar o Kennedy Center aproveite para dar uma olhadinha no prédio ao lado o complexo Watergate. Super famoso pelo caso Watergate da década de 70 que levou à queda do presidente Richard Nixon. Watergate também foi residência da famosa estagiária Monica Lewinsky aquela que deu sérios problemas para o presidente Bill Clinton por conta de um famoso encontro no salão oval da Casa Branca e do fatídico vestido azul.

Abaixo o complexo de residências e escritórios Watergate visto pelo Rio Potomac.

Caso você visite ou já tenha visitado o centro ou o Watergate deixe seus comentários na caixa abaixo.

Ate o próximo post =D

Compartilhe

Por Érica Brasilino

0

Pessoas comentaram

América EUA O que fazer em Washington DC Viagens Washington

Vizinhança da Casa Branca – Parte 2

09 de setembro de 2016

Continuando nosso passeio pela vizinhança da Casa Branca que começou neste post aqui, hoje falo sobre o que mais você pode ver uma vez que já esta nessa área da cidade.

 

Saindo da Renwick Gallery e descendo a 17th St em direção ao National Mall, pare em frente ao Corcoran Gallery of Art. O prédio por si só impressiona de tão bonito. Infelizmente a galeria de arte esta fechada neste momento (agosto/2016) mas você pode tirar fotos lindas do prédio pelo lado de fora.

Logo atrás do Corcoran você encontra o Octagon Museum. É um museu administrado pela associação de arquitetos de D.C e é uma casa tombada como National Historic Landmark. A casa foi construída em 1799 pelo primeiro arquiteto do Capitólio e hoje tem exibições que mostram a arquitetura e mobília da época em que foi construída.

Voltando para a 17th St, o próximo prédio suntuoso é o da American National Red Cross. Este prédio homenageia tanto as mulheres que serviram durante a Guerra Civil Americana e também é o quartel general de uma das organizações mais conhecidas no mundo. Para quem não sabe, a Cruz Vermelha é uma instituição humanitária que ajuda países necessitados ao redor do mundo após desastres de grandes proporções. Neste prédio há uma janela feita pelo filho do dono da joalheria Tiffany’s chamado Tiffany Window. Esta é a única janela feita por ele que esta em seu local original. Construída na época por U$10 mil dólares hoje não se fala em valores, porém especialistas acreditam que valem milhões de dólares.

O prédio ao lado da Red Cross é o DAR – Daughters of the American Revolution. Essa organização é basicamente destinada para descendentes de pessoas que lutaram pela independência americana. Para se associar, a pessoa deve ter no mínimo 18 anos de idade. Eles tem aproximadamente 180 mil membros associados pelos EUA e por todo o mundo. Essa associação era predominantemente branca, porém na década de 60 por conta da luta do movimento Civil Rights eles passaram a aceitar negros e qualquer outra minoria que comprovasse ser descendente de pessoas da época da revolução. O DAR é considerado o maior prédio do mundo dirigido apenas por mulheres. Tambem é considerado uma das maiores bibliotecas de árvore genealógica existente atualmente.

Siga caminhando para o próximo prédio em direção ao National Mall e você estará em frente ao Organization of American States. Essa organização reúne os países das Américas do Norte, Central e do Sul para promover a unificação, cooperação e a paz entres os países das Américas. Tentei visitar o museu deles que fica localizado na parte de trás do prédio, porém estava fechado para reformas. Tentei em março/2016, então não sei precisar se já está aberto ao público.

Seguindo à sua esquerda você estará em frente ao enorme gramado verde conhecido como Ellipse. O Ellipse geralmente é aberto ao público e sempre há várias atividades nele ao longo do ano. Porém a mais famosa para quem mora na cidade é a National Christmas Tree. É algo como a árvore de natal do Ibirapuera para nós de São Paulo. O Ellipse e simplesmente enorme e você pode ficar bem cansado se quiser caminhar por ele.

Se você tiver tempo para ver tudo isso vale a pena. Como eu moro aqui eu fiz em dias diferentes pois essas caminhadas podem ser bem cansativas. Claro que muitas vezes as pessoas não tem o tempo que eu tenho e cortam pela metade os passeios. Caso você passe rapidamente de carro/ônibus/táxi/Uber em frente a estes prédios já saberá do que se trata.

Eu não entrei em nenhum destes prédios – (atualização do dia 9 de Setembro ao revisar este texto) – entrei no American Red Cross no meu último dia antes de sair de D.C em Agosto. Vou fazer um post específico sobre como fazer um tour guiado por lá. Vou deixar os links de cada instituição abaixo e se você tiver tempo e curiosidade por alguma dessas instituições poderá se informar melhor.

Corcoran Gallery of Art: http://www.corcoran.org

Octagon Museum: http://architectsfoundation.org/preservation/

American National Red Cross: http://www.redcross.org/about-us/history/explore-our-history

Daughters of the American Revolution: http://www.dar.org/national-society/visitor-information/plan-your-visit

Organization of American States: http://www.oas.org/pt/default.asp (em português)

The Ellipse: https://www.nps.gov/whho/planyourvisit/explore-the-southern-trail.htm#CP_JUMP_2801867

Caso você tenha visitado algum destes locais ou planeje visitar, deixe seu comentário abaixo.

 

Até o próximo post  =D

 

 

 

 

 

Compartilhe

Por Érica Brasilino

0

Pessoas comentaram

Documentação de Viagem Outros Viagens

Como solicitar um passaporte?

06 de setembro de 2016

Você decidiu que irá viajar além dos limites do nosso amado Brasil e o país de destino não faz parte do Mercosul (aqueles que apenas com o RG podemos transitar livremente), então é hora de tirar o passaporte. Mas por onde começar?

O primeiro passo é verificar neste link aqui a documentação necessária para solicitar o passaporte. Entre os documentos necessários estão RG, CPF, Título de Eleitor, Comprovante de Alistamento Militar e Passaporte anterior caso seja uma renovação. Lembre-se que se for uma renovação e você não apresentar o antigo a taxa para solicitar o passaporte é maior. Uma vez que você conseguiu reunir toda a documentação necessária, o próximo passo é preencher o formulário online de solicitação de passaporte que você pode encontrar neste link aqui.

Quando você preencher o formulário de nova solicitação de passaporte ele vai te perguntar onde será seu atendimento. Eu já fiz passaporte no posto do Shopping Ibirapuera na zona sul de São Paulo e já fiz no prédio da Polícia Federal na Lapa. Se você reside na zona sul de São Paulo, eu super indico tentar agendamento no posto do Shopping Ibirapuera. Porque infelizmente, você precisa ir ao posto duas vezes, a primeira para colher as digitais e tirar a foto e após uma semana para retirar o documento pronto. Para quem mora na zona sul ir até a Lapa é um saco. Sem contar que no Ibirapuera é muito mais cômodo.

Tome cuidado ao preencher o formulário para que tudo saia corretamente no sistema e seu atendimento seja o mais rápido possível. No posto da PF você vai apresentar os documentos que mencionei acima, tirar a foto e colher as impressões digitais. Lembre-se que o agendamento pode demorar. Hoje enquanto escrevo este post (domingo 21/08) de acordo com o site oficial o passaporte so ficará pronto dentro de 45 dias. Ou seja… se você pensa em viajar no carnaval eu aconselho a já começar a solicitação para evitar transtornos. No dia do atendimento vá preparado para perder umas duas horas no posto. Talvez você tenha sorte e seja atendido rapidamente. Eu já fui atendida em 15 minutos como já demorei quase 2:30 horas por lá. Então não marque nada muito importante para o mesmo dia.

A taxa para solicitar um novo passaporte é de R$257,25 e pode ser paga pela Internet. Caso você precise do documento com urgência essa taxa sobe para R$334,42. E caso seja uma renovação e você não apresente o documento anterior seu novo passaporte custará R$514,50.

A validade do passaporte brasileiro varia de acordo com a idade do solicitante:

IDADEVALIDADE 
0 a 1 ano incompleto1 ano
1 ano completo a 2 anos incompletos2 anos
2 anos completos a 3 anos incompletos3 anos
3 anos completos a 4 anos incompletos4 anos
4 anos completos a 18 anos incompletos5 anos
18 anos completos ou mais10 anos

 

Quando seu passaporte estiver pronto e você puder retirar, não esqueça de verificar seus dados pessoais lá na hora antes de ir embora. Verifique tudo com muita atenção: Grafia do nome, sexo, data de nascimento. Já vi várias pessoas perderem viagens, reuniões de trabalho, início de ano letivo, entre outras coisas pois ao levarem seus passaportes para solicitar o visto o Consulado notava um erro no passaporte e o solicitante tinha que levar o passaporte de volta a PF para corrigir. É um mega estresse desnecessário e que pode ser evitado se você verificar seus dados com atenção.

Caso você tenha alguma dúvida deixe um comentário na caixa abaixo.

Até o próximo post  =D

 

Compartilhe

Por Érica Brasilino

2

Pessoas comentaram

Documentação de Viagem Outros Viagens

O que é um passaporte?

02 de setembro de 2016

Se você esta começando a organizar a sua primeira viagem internacional e não sabe o que é ou para que serve um passaporte, este post é para você.

Passaporte é um documento oficial emitido no Brasil pela Polécia Federal e no exterior por representações diplomáticas brasileiras. Este documento identifica o cidadão brasileiro perante autoridades internacionais, e também é o documento onde os oficiais de outros países anotam as entradas e saídas dos brasileiros viajando internacionalmente. O passaporte também é necessário para carimbar/estampar os vistos de autorização de entrada em países que necessitem deste documento. Desde 2014 os passaportes brasileiros são válidos por 10 anos. Há algumas exceções como bebês que podem ter passaportes emitidos por apenas 1 ano. É sempre extremamente importante prestar atenção na data de validade do seu passaporte, pois muitas vezes pode se levar cerca de 30 dias para conseguir emitir um novo.

O passaporte brasileiro pode ser confeccionado em 6 cores diferentes e cada uma é para um tipo de situação:

Azul: Comum – Qualquer cidadão que se encontre em dia com suas obrigações eleitorais com o país pode solicitar o seu, sendo brasileiro nato ou naturalizado.

Verde: Oficial – Qualquer cidadão que necessite viajar oficialmente representando o Brasil a critério do Ministério das Relações Exteriores viaja utilizando um passaporte oficial (não é um passaporte diplomático).

Azul Celeste: Emergência – Qualquer cidadão que possa ter um passaporte comum mas comprovadamente não pode aguardar o prazo estipulado para a confecção de um comum, tem o direito de solicitar um passaporte de emergência. Geralmente ele tem validade de 1 ano e claro um número reduzido de páginas.

Marrom: Laissez-Passer – Cidadãos de países que não possuem relações diplomáticas com o Brasil ou que o Brasil ainda não reconheça como um país e que necessitem viajar para o Brasil podem solicitar este documento. Nacionais de Taiwan, Butão, Ilhas Comores e República Centro Africana são os beneficiados atualmente por este documento.

Vermelho: Diplomático – Representates oficiais do governo Brasileiro em outros países que trabalhem em missões diplomáticas como Embaixadas e Consulados são os portadores deste tipo de passaporte.

Amarelo: Passaporte destinado para asilados políticos no Brasil, cidadãos apátridas (sem nacionalidade), cidadãos refugiados acolhidos pelo Brasil e qualquer outro cidadão estrangeiro oficialmente registrado no Brasil que precise viajar para o exterior e depois retornar ao Brasil são as pessoas que tem direito a este passaporte.

 

Caso o cidadão brasileiro necessite viajar para algum dos países que fazem parte do Mercosul (Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela) não há a necessidade de ter passaporte. Apenas com a cédula do RG atualizada você já pode viajar tranquilamente. RG atual seria um que demonstre você como você é atualmente, caso seu RG seja de quando você tinha 5 anos e hoje você tem 18, muito dificilmente eles deixarão você embarcar. Para adultos no geral RG atual é o documento que tem menos de 10 anos de emissão.

 

Este post é apenas uma introdução sobre o que é o passaporte, pois muitas pessoas confundem este documento com o visto. No próximo post vou explicar como solicitar seu passaporte no Brasil.

Até lé  =D

 

 

 

 

Compartilhe
Tags:

Por Érica Brasilino

0

Pessoas comentaram