EUA O que fazer em Washington DC Washington

Arthur M. Sackler Gallery & National Museum of African Art

18 de julho de 2016

Hoje vou falar sobre dois museus super escondidinhos no National Mall que quase ninguém da atenção para eles. O Sackler Gallery & o National Museum of African Art. Ambos fazem parte do grupo Smithsonian e estão localizados na parte de trás do Smithsonian Institution Building que eu comentei no post anterior. A entrada deles é pelo Enid A Haupt Garden e estão localizados bem abaixo do jardim. Os dois museus são conectados por um túnel subterrâneo e você consegue fazer os dois em um único dia.

sackler

Credito: Flickr user Heather Coleman under a CC

A Sackler Gallery é um museu de obras asiáticas e possui a maior biblioteca sobre o assunto nos EUA. Foi aberta ao público em 1987 e ganhou este nome pois foi o senhor Sackler quem doou cerca de 1000 objetos de sua coleção pessoal avaliados em aproximadamente U$50 milhoes de dólares mais U$4 milhoes de dólares em espécie para a instituição (fonte: wikipedia.org).

O museu tem em sua coleção peças da China, Índia, Coréia e Japão. Entre as peças estão fotografias, cerâmicas, pinturas e outras peças relacionadas à cultura asiática.

Uma das partes mais interessantes na minha opinião e a The Peacock Room que foi desenvolvida para um magnata britânico em 1908 para ele exibir sua coleção de cerâmica asiática. Ver a mesma sala mais de um século depois num museu em outro país é fabuloso. Da pra ter uma ideia da sala na foto abaixo.

Peacock Room 1908

Credito: http://www.wikipedia.org

Após um banho de conhecimento sobre arte asiática é hora de ir para o museu ao lado da Sackler Gallery que se chama National Museum of African Art e como diz o nome é focado em arte africana.

Eu confesso que estava com uma curiosidade maior sobre este museu uma vez que vamos morar na África pelos próximos dois anos.

National_Museum_of_African_Art_DC_2007_003

Credito: http://www.wikipedia.org

Este museu começou meio que informalmente na década de 60. Um diplomata americano que viveu em vários países da África colecionava objetos de cada país que teve a oportunidade de visitar. Pessoas que sabiam do interesse do senhor Warren M Robbins em arte africana contribuíram financeiramente para que ele continuasse a adquirir peças para a coleção. No final dos anos 70 o senhor Robbins contactou o Congresso americano e ofereceu sua vasta coleção para o governo e para o Instituto Smithsonian. Após acertarem a compra da coleção decidiram alocar as pecas no espaço no National Mall que está até hoje. O governo de Oman no final de 2013 fez a maior doação da história do Museu de U$1.8 milhões de dólares.

O museu não é grande, mas tem exibições fixas bem interessantes. Peças africanas, fotografia, pinturas, salas onde você pode ouvir os sons e ritmos africanos de vários países. Há uma sala que você senta e ouve os sons de uma feira ao ar livre na África com seus gritos e ruídos. A exposição que mais me interessou na verdade foi uma de fotografias sobre a família real do Benin na Nigéria. Interessante ver a vida da família real, cercada de riqueza e glamour no meio da África sub-sahariana.

Os museus são gratuitos e funcionam de domingo a domingo das 10 da manhã as 5:30 da tarde. Fecham no dia 25 de dezembro apenas. Eles podem ser acessados facilmente pela estação Smithsonian do metrô.

Caso você visite um destes museus, deixe seu comentário abaixo e me fale sobre sua experiência.

Até o próximo post.

 

 

Compartilhe

Por Érica Brasilino

0

Pessoas comentaram

Post anterior:


Próximo post:


Comente via Facebook

Deixe seu comentário