EUA O que fazer em Washington DC Washington

Bureau of Engraving and Printing

08 de julho de 2016

Hoje o post é sobre a visita que fiz a “Casa da Moeda” americana, o Bureau of Engraving and Printing. O prédio está localizado ao lado do Museu do Holocausto. Pode ser facilmente acessado pela estação do Metrô Smithsonian (linhas azul, laranja ou prata).

Bureau of Engraving and Printing

Credito: Érica Brasilino

O Bureau of Engraving and Printing é aberto ao público (como vários prédios públicos governamentais em DC) só que dependendo da época do ano  pode ser mais difícil visitar. Os tours guiados são realizadas de segunda à sexta  feira das 9am as 2pm a cada 15 minutos. Entre março e agosto que é a alta temporada em DC, há visitas entre 2pm e 6pm. Verifique no site as datas exatas antes de ir. Como todo prédio governamental aberto ao público para visitação, o Bureau não é aberto aos finais de semana, feriados nacionais e na semana entre o Natal e o Ano Novo.

Para visitar, vá até  o quiosque que está  localizado na Raoul Wallenburg Place (antigo 15th St, SW) e pegue tíquetes para o mesmo dia. Dica: Quanto mais cedo você chegar ao quiosque, maiores são as chances de conseguir. Ele está aberto à partir das 8 da manhã. No dia que fui cheguei ao quiosque por volta de 10 e peguei entradas para as 2:00 da tarde. Isso porque era baixa temporada… Se estiver em DC no alto verão, chegue lá antes das 8 para formar fila. Este quiosque é o mesmo que distribui entradas para o Museu do Holocausto que está ao lado do prédio do Bureau. Vale a pena pegar ingressos para as duas atrações uma seguida da outra. Dica numero 2: Se puder visite primeiro o Bureau, o tour vai levar 30 minutos e você pode se dar mais 30 minutinhos para andar pela loja na saída do tour e comprar algo caso queira e ir para o prédio ao lado para fazer o Museu do Holocausto. No dia que visitei peguei ingresso para o Bureau a 1:00 e para o Museu do Holocausto as 2. Deu tempo de sobra. Porque falo para fazer o Museu depois? Porque você pode caminhar o quanto quiser no museu. Falarei sobre ele num outro post.

Voltando ao tour… Vá para a porta do Bureau aproximadamente 30 minutos antes do marcado no seu tíquete. Há uma  fila na porta e você deve seguir as instruções de segurança. Lembre-se você estará entrando num prédio governamental onde as normas de segurança são rígidas. Qualquer vacilo é igual a tchau. Nao seja babaca.

bep2

Credito: visitdc.com

Na entrada tem todo aquele check de segurança estilo aeroporto e depois todos assistem a um vídeo de introdução em inglês sobre o trabalho que é realizado por la. Depois eles dividem este grupo enorme em grupos menores e guias levam o grupo por toda a linha de produção e explicam o passo a passo de como é feito o dinheiro do Tio Sam.

A grande sacada é que você acha que vai ver de perto… nope. Os corredores ficam no topo e vemos de cima. O vidro que separa os visitantes do dinheiro real é extremamente grosso e a prova de balas. Porém, ver a quantidade absurda de dinheiro que é produzida lá todos os dias e descobrir curiosidades como por exemplo que uma nota leva duas semanas para ficar pronta ou caso uma folha saia com problema por conta de um jato de tinta defeituoso, toda uma sequência enorme de dinheiro é destruída por não passar no controle de qualidade é surreal. Estes são apenas alguns dos detalhes que descobri ao fazer o tour. Você também vai aprender sobre como o dinheiro americano evoluiu com o passar dos anos, como eram as linhas de produção no passado e etc.

bep

Credito: google.com

Fotos lá dentro são expressamente proibidas, então infelizmente todas as fotos deste post são fotos de alguma outra fonte. Mas dá pra ter uma ideia do que é visitar o Bureau of Engraving and Printing.

Paper+Currency+Designed+Printed+Bureau+Engraving+DwItP9DYaxjl

Credito: Getty Images

Paper+Currency+Designed+Printed+Bureau+Engraving+ide1KK5A0Z6l

Credito: Getty Images

No final do tour você claro vai sair por uma lojinha. Lá eles vendem desde pacotinhos de dinheiro destruído (porque alguém compraria isso??), notas de dólares inteiras como as que você ve acima antes de serem cortadas (de novo porque alguém compra isso??) e o item mais famoso da loja que são as notas de U$2 que praticamente saíram de circulação e são raras. Eles fazem pouquíssimas por mês e cada nota de U$2 custa U$8. Eu comprei uma para dar de presente pro meu noivo e ele ficou encantado. Voce me pergunta: Érica porque gastar 8 Obamas numa nota que se você for usar custa 2 Obamas? Porque um dia essas notas vão valer muito dinheiro! Coisa de colecionador… Mas se não quiser não precisa comprar, vá lá visitar e seja feliz.

Então isso foi um pouquinho do que eu vi e aprendi por lá… se você visitar me diga o que achou nos comentários.

Beijos

 

 

Compartilhe

Por Érica Brasilino

0

Pessoas comentaram

Post anterior:


Próximo post:


Comente via Facebook

Deixe seu comentário